quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

CRESCIMENTO

Collado
CRESCIMENTO  

Crescemos silenciosos
porque ninguém nos ouvia,
na ausência de comunicar
acabámos surdos!
Havia hirtos, esquecimentos,
nada esperávamos
uns dos outros!
Cada um por si
e o destino por todos!
Afecto, amor,
era algo de romance,
rodeados de tantos
éramos ilhas,
suportando com dificuldade
a alma e o corpo!
Pergunto
se ainda nos lembrámos
dos olhos de cada um,
ausentes,
perdidos,
esperando no futuro
um encontro frutífero
com outra coisa qualquer,
mais quente
e aconchegante!

Sem comentários:

Publicar um comentário