terça-feira, 15 de dezembro de 2015

DIA A DIA DE DOIS VELHOS VIZINHOS

José Gonzalez Collado

DIA A DIA DE DOIS VELHOS VIZINHOS  

Os dois vizinhos, cada dia,
pelo fim da tardinha,
juntavam-se na Adega do Olho.
Bebiam neguinhos
saciando a sua ancestral sede,
comiam pataniscas salgadas
que pediam mais copinhos.
Pegavam no tabuleiro de damas,
meticulosamente,
tentando sabiamemte
comer a pedra do parceiro.
Lá fora brigavam os bêbados,
os rufias distribuíam sopapos,
os vendedores  esganiçados
discavam os palavrões usuais.
Nada distraia os vizinhos
a não ser a discussão
sobre o seu clube do coração,
o seu glorioso Porto.
Para eles, tudo isto,
são blocos de tijolo
colocados no grande jogo da vida.
Chegando a casa
riscavam do calendário
mais um dia passado

numa rotina ritualizada.

Sem comentários:

Publicar um comentário