quinta-feira, 2 de novembro de 2017

DIZENDO


José Gonçalez Collado
DIZENDO  

A onda será um barco
a areia argamassa
a partida um abraço
a chegada uma casa.
A marginal autoestrada
iniciada a viagem,
o poeta um armário
guardando tantos poemas.
Os livros arrecadados
sonhos,
pássaros alados  voando…
O ofício, isso mesmo
algo pagando-nos as contas.
O canto do sofá azul
o espaço do aconchego,
muro entre nós e lá fora
 onde a vida é como é

sem pudor, desenvergonhada.

Sem comentários:

Publicar um comentário